Pesquisa salarial de profissionais de TI – Destaque

Abraçando a idéia do nosso parceiro Jackson do profissionais ti, criamos um formulário de pesquisa salarial de profissionais da área de TI.
Por que isso? Conforme publicado no post sobre a pesquisa salarial do site INFO, onde foram coletados dados sobre salários em diferentes segmentos do setor de TI e em diferentes regiões do Brasil, há um problema: a pesquisa é feita somente em capitais e em empresas de médio e grande porte.
Pensando nas cidades do interior e em empresas de menor porte, criamos um formulário de pesquisa salarial. É pequeno e simples, não tomará muito do seu tempo.
Ajude-nos e responda o formulário aqui.
Desde já agradeço seu apoio.

Produtividade em redes sociais

Pesquisa apresentada no ITCarrers reforça a idéia de que redes sociais estão indo muito além da simples distração por parte dos profissionais em empresas e ganhando um papel importante no segmento, trazendo consigo mais produtividade. A pesquisa foi realizada junto a 2.500 profissionais em cinco países europeus, onde:
-65% acreditam que as redes sociais os tornaram (e seus colegas) mais eficientes;
-46% afirmaram que as redes sociais levaram a novas idéias e mais criatividade pessoal.
-75% acreditam que as redes sociais representam fonte de conhecimento.

Em contrapartida, a pesquisa ainda mostrou que:
-50% acreditam que as redes sociais são um motivo de distração para os funcionários;
-45% se preocupam com o vazamento de informações.

A pesquisa ainda mostrou os recursos mais utilizados de colaboração, que são:
-39% utilizam ferramentas próprias de colaboração;
-20% utilizam fóruns internos de discussão;
-16% utilizam vídeos corporativos;
sequidos ainda pelas redes sociais e blogs externos.

Crescimento do uso de internet no Brasil

Uso da internet residencial cresce 78% em dois anos no Brasil

De acordo pesquisa do Ibope/NetRatings, divulgada na última quarta-feira, o uso da internet a partir das casas dos brasileiros cresceu 26,1% em agosto em relação ao mesmo período do ano passado e 78% nos últimos dois anos.

Os dados também apontaram que em agosto, 24,3 milhões de pessoas acessaram a internet de sua residências, enquanto o número de pessoas que moram em casas em que há computador conectado à web cresceu para 36,3 milhões, número que era de 30,1 milhões há um ano.

O tempo de navegação do brasileiro no mês de agosto foi de 23 horas e 50 minutos, 1,6% maior que o de agosto de 2007 e 19,2% maior que o do mesmo mês de 2006, porém 4,3% menor que o de julho deste ano.

O Brasil continua a ser o país com o maior tempo de navegação entre os dez acompanhados pela pesquisa da Nielsen Online, à frente do Reino Unido, que em agosto alcançou 21 horas e 45 minutos, e da Alemanha, com 21 horas e 2 minutos.

Fonte: Imasters.